quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Senta aqui, vamos conversar - Legalização do aborto

Postado por Isabelle Tozzo Fernandes às 22:27 0 comentários Links para esta postagem

Uma das coisas que vem sendo discutidas com grande força nos últimos dias é a legalização do aborto, e o motivo dessa repercussão toda são as eleições. Junto com uma parcela razoável de candidatos com essa proposta veio uma chuva de pessoas querendo mostrar toda a sua "humanidade" diante de algo "tão absurdo".
Antes de começar a discutir o título do post, quero deixar bem claro que ser a favor da legalização do aborto é totalmente diferente de ser a favor do aborto. Isso significa que por eu ser a favor da legalização, não significa que eu vá abortar um dia. Da mesma forma que já vi grávidas muito felizes com o seu filho, mas que são a favor da causa. A questão é não interferir na liberdade de escolha do outro.
Quando eu era mais nova eu pensava que se uma jovem não quisesse seguir com a gravidez, era direito dela abortar. Mas a minha família e a sociedade diziam que isso era errado, era tirar a vida de alguém, o mesmo de matar.
Conforme eu fui crescendo, fui conhecendo pessoas que pensam como eu e comecei a me sentir menos mal por pensar assim, e por isso hoje eu resolvi falar sobre isso aqui.
Pra começo de conversa, por favor, não vamos ser ignorantes e julgar uma jovem que ficou grávida cedo de mais. Todo método contraceptivo não é 100%  eficaz. Desde a camisinha até o anticoncepcional que você, menina, toma.
Agora vamos voltar para o que está acontecendo atualmente.
Nós ligamos a tv e o que se vê são jovens morrendo devido a falha no processo do aborto.
Quando uma jovem quer abortar, ela faz de tudo para conseguir. Para chegar ao ponto de querer o aborto, essa jovem deve estar no máximo desespero.
Mas é aí onde entra as opiniões.
"Por que não coloca para adoção?". Um lar de crianças para adoção são lotadíssimos, poucas pessoas querem adotar, a dor de crescer em um lar para, na maioria das vezes, não ser adotado é enorme.
Já ouvi muitas histórias de pessoas que trabalham em centros adotivos e as coisas não são tão simples. Sinceramente, quantas pessoas você conhece que quer adotar? E quantas querem adotar os que já estão grandinhos? E se essa criança resolve procurar os pais quando crescer?
Outra opinião que eu escuto muito é a que o aborto irá se tornar um método contraceptivo."Engravidou e aborta". Essa é a especulação mais absurda. É claro que ninguém conseguirá fazer o aborto assim tão fácil, e é justamente por isso que o aborto deve ser legalizado.
Um hospital ou uma clínica segura irá realizar o aborto, o que já diminui os riscos de morte da mulher. Com certeza a jovem terá acompanhamento psicológico e psíquico para isso, podendo até perceber que o seu caso dispensa o aborto; coisa que não acontece atualmente em clínicas clandestinas. Um caso ótimo para se comparar são as cirurgias de mudança de sexo.
Imagine você mulher que quer se tornar homem (ou vice-versa) e vai ao hospital recorrer a cirurgia. NUNCA que você vai conseguir a cirurgia naquele momento. Antes você vai ter que passar por acompanhamento com psicólogos que irão analisar se o seu caso é realmente necessário, e no fim pode ser que você perceba que não é realmente o que você quer.
Assim será com o aborto, com acompanhamento psicológico diminui muito os riscos de depressão da mulher.
Nos países onde o aborto é legalizado, os índices de aborto são muito pequenos. Provavelmente são menores dos que os do Brasil. E isso se deve justamente ao acompanhamento psicológico.
Outra coisa que eu acho que fariam é a restrição de mês, e é aí que está incluso a questão mais importante: aborto é tirar uma vida?
A partir de que momento você acredita que existe vida? A partir da fecundação? Da formação do cérebro, dos órgãos? Do nascimento? Do momento em que a criança lembra de suas vivências?
Essa é questão mais complicada do aborto. Acredito que todo ser humano tenha direito à vida, e para isso não basta nascer e existir. Existir não é vida. Vida vinda do verbo viver é vida. Cuidado, atenção, saber educar, saúde, alimentação e muitos outros é o básico para que uma criança viva. Já pararam para pensar que o mundo está assim por falta de educação? Educação de casa, de família e com amor. Escola ensina conteúdo para o vestibular, a sua família é quem tem que te dar valores morais.
No fim de tudo isso, só queria dizer que é um absurdo uma mulher ser obrigada a carregar por 8/9 meses alguém que ela não pode cuidar. Alguém que ela sabe que não pode cuidar. Da mesma forma que é um absurdo um filho ser arrancado de uma mãe se ela não quiser. Uma mulher é dona do seu próprio corpo, e dele ela faz o que bem entende.
As pessoas precisam deixar de interferir na liberdade do outro. Quando isso acontecer, o mundo será um lugar muito melhor para se viver. E viver mesmo.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

TAG: 5 coisas aleatórias que eu estou amando.

Postado por Isabelle Tozzo Fernandes às 21:35 0 comentários Links para esta postagem
Oi gente! Como vocês estão?
O post de hoje é meio preguiçoso. Ando sem ideias para posts, mas em compensação com muitas ideias para vídeos! Aguardem novidades lá no canal!
Essa tag geralmente é respondida em vídeo, mas eu acho que dá muito trabalho gravar só para mostrar 5 coisas! Decidi então fazer em forma de post mesmo. Ah, e as coisas são totalmente aleatórias mesmo! hahahahaha.

1 - BB Cream da Natura
Eu não tenho palavras para expressar meu amor por esse negócio minúsculo! Logo quando ele chegou eu fiquei muito brava por ser tão pequeno. Achei que era uma puta duma sacanagem vir só 30 ml pros mais ou menos 50 reais que eu paguei. Mas quando eu testei foi amor a primeira passada! hahahaha.
Antes dele eu havia testado o da L'oreal e eu não gostei. O da L'oreal ficou MUITO escuro pra mim. Esse da Natura ficou no tom exato da minha pele, a cobertura é tipo base, cobre bem mas não deixa pesado e é sequinho sem ser matte. Ah, e olha que ta rendendo viu? Estou usando já faz um tempão, todo dia e a embalagem ainda esta pesadinha. E uma dica: presta atenção na hora de escolher a cor, porque eu sou palmito natural e a minha cor é a média!

2 - Texto do site do Vanguart
Eu disse que seria totalmente aleatório! Há um tempo atrás eu estava olhando o site da banda Vanguart e me deparei com esse texto aí. Achei tão bonito que quis compartilhar com vocês também. Se vocês não estiverem conseguindo ler entra no site que eu linkei ali. (o layout do blog não permite que eu coloque imagens muito grandes)

3 - Esmalte azulzinho 
Eu amo esmalte azul e o cigarrete é o meu preferido! Amo esse tom de azul céu e por ele ser fosco é bem rapidinho de passar nos dias de preguiça/pressa. Esse é o meu segundo vidrinho e ele já ta no fim, mas eu não achei mais para comprar =(

4 - Calor
Uma foto que eu tirei no verão passado só para expressar meu amor pelo calor <3
Ainda não chegou nem a primavera, mas já tá um calorzinho abafado que eu amo! Eu não gosto daquele calor derretível, mas esse clima de noite abafada eu amo!

5 - Lana Del Rey - National Anthem live at Super Bock Super Rock festival
Esse live é meio antigo, mas a Lana tava tão maravilhosa nesse dia! A voz dela está ótima, ela estava tão empolgada! Gosto de ver a Lana assim! Recomendo que vocês ouçam também Video Games. Escolhi National Anthem porque eu AMO essa música. Se a letra fosse mais inspiradora poderia ser minha favorita dela. O melhor desse live é o sorrisinho do Byron mais pro fim da música! Confesso que tenho mais vontade de conhecer ele do que a Lana hahahaha. Enfim, é difícil explicar, mas essa música me deixa muito feliz. É como se a vida valesse muito mais a pena com a batida de National Anthem hahaahah.

Bônus - Tropico
Tive que fazer um bônus para favoritar tropico. Lembro que quando lançou o curta da Lana eu não comentei nada aqui. Iria fazer um post só sobre tropico, mas deixei esperar passar a onda de críticas negativas e acabei esquecendo. Assistam agora no calor, sério, é maravilhoso! Não que o filme vá mudar, mas é mais legal!
Sobre minha opinião, eu acho tropico a melhor coisa que a Lana já criou! Pra mim, ver as três músicas que eu sempre achei que tinham alguma ligação e que eu sempre imaginava uma história por trás delas, juntas em um filme é maravilhoso! Eu vi muita gente dizer que não entendeu e que achou que são apenas várias imagens sendo jogadas na tela com uns poemas sendo narrados e as músicas. Tentem pesquisar alguma resenha pra vocês entenderem melhor, ajuda bastante.
Achei que os poemas foram muito bem escolhidos e tem muito significado para a própria Lana. No fim, é uma história bem simples, e que, por mais que você não acredite em Deus, Bíblia, pecado; vale a pena.
Eu mesma não tenho religião e minha concepção de Deus é bem diferente, mesmo assim eu sempre choro no final! Hahahahaha

Bom gente, espero que tenham gostado!
Beijos e até o próximo post!


 

Surreal Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos